CRM: 11543 – GO | RQE Nº: 7173

Lift temporal em Goiânia: como fazer?

lift-temporal-devolver-saude-aspecto-facial

Estamos vivendo em uma época em que as pessoas estão prezando por resultados imediatos. E isso tem se mostrado verdade em diversos campos, incluindo no ramo da estética. Por isso, cada vez mais o mercado tem de se adaptar a esses costumes, e o lift temporal é um deles.

À medida que o tempo passa, é normal que passamos a ter algumas linhas de expressões ou rugas no nosso corpo e rosto. Quando isso acontece, a melhor coisa a se fazer é procurar por algum tratamento estético que vise diminuir tais aspectos.

Ficou interessado no Lift temporal? O Dr Bones Junior faz o procedimento na Clínica Péli com a melhor tecnologia.

No entanto, por mais que isso seja o indicado, a verdade é que nem todas as pessoas tomam esse cuidado. E o que acontece quando se posterga um determinado problema? Ele tende a se agravar. E é isso o que acontece nesse caso também.

Quando uma pessoa não toma os cuidados preventivos ou não procura um tratamento adequado quando o problema se torna evidente, isso vai fazer com que ele se agrave. No caso de problemas faciais, o que ocorre é que a pele pode se tornar ainda mais flácida e caída.

Em situações como essas, procedimentos mais tradicionais podem não resolver. Diante desse contexto, o tratamento mais eficaz com certeza é o lift temporal, haja vista que ele é capaz de devolver a saúde e o bom aspecto facial, mesmo em situações mais críticas.

No entanto, por mais que seja um procedimento que seja capaz de resolver essa situação, é normal que você tenha algumas dúvidas em relação a esse tratamento. Será que ele é seguro? Quais cuidados devo tomar? Como é o procedimento?

E, para garantir que você se sinta segura, no artigo de hoje iremos explicar todos os detalhes sobre o lift temporal. Confira!

O que é lift?

O que é lift?
O que é lift?

Antes de qualquer coisa, para que você compreenda mais facilmente o intuito do lift temporal, é interessante descobrir o que significa lift. Em suma, nada mais é que um verbo que advém do inglês, o qual quer dizer “levantar”.

Sendo assim, utiliza-se esse verbo para indicar determinadas cirurgias em que os tecidos precisam ser reacomodados aos seus respectivos lugares de origem. É mais comum em situações em que o rosto já sofreu muito a ação da gravidade do tempo.

Fora isso, recorre-se a esse tratamento quando, além da ação do tempo, há associação da diminuição da atividade do colágeno e elastina na pele. Nessas situações, ocorre a ptose dos tecidos, isto é, o sobre ou excesso de pele.

Ademais, o termo é utilizado para determinar cirurgias para reacomodar a pele ao local de origem. E, ao falar de lifting facial, compreende-se as seguintes regiões:

  • Pálpebra;
  • Pescoço;
  • Mandíbula;
  • Nariz;
  • Testa.

No entanto, por mais que essa técnica esteja associada a melhora no aspecto do rosto, é possível obter efeito positivo em demais área do corpo, bem como os seios, pescoço, coxas, glúteos e braços.

E tudo isso acontece porque, com o passar do tempo, é normal que a nossa pele envelheça, uma vez que perdemos gordura. Por isso, em situações mais intensas, o lift temporal é capaz de reposicionar o tecido e a musculatura, a fim de deixar um aspecto muito mais bonito.

Inclusive, o lifting é uma das cirurgias plásticas que mais são feitas no Brasil, o que demonstra um espectro da sua eficácia.

O que é lift temporal?

Como você pôde notar, o termo “lifting” se refere ao ato de “levantar” alguma área que sofre de excesso de pele. Mas, no caso do lift corporal, refere-se também a essa mesma ação, mas se reserva apenas a regiões que abrangem o rosto.

Por isso, o lift temporal é muito procurado por mulheres que se incomodam com a ação do tempo, haja vista o processo natural de envelhecimento facial que todas as pessoas estão suscetíveis, uma vez que é normal haver perda do colágeno.

Sendo assim, o rosto tende a ficar flácido, perdendo a sustentação da face. Por consequência, pode ocorrer a queda da bochecha, bem como a formação do bigode chinês ou mesmo o deslocamento de gordura das bochechas para baixo.

Além disso, ainda pode ocorrer a perda do contorno da mandíbula. Ou seja, de certa forma, o rosto perde todo o seu alinhamento natural e, através do lift temporal, é possível contornar essa situação de uma maneira muito mais segura.

O melhor de tudo é que, o lift temporal sem cirurgia, cortes e agulhas, se torna um procedimento que agrada ainda mais as mulheres que vão passar por esse processo. Tudo ocorre por meio de tecnologias, as quais procuram ativar os pontos musculares do rosto.

Dessa forma, tende não só a elevar, mas tratar cada região da pele, a fim de que o procedimento seja eficaz, seguro e duradouro.

Tipos de lifting

Outra questão que é interessante você ter conhecimento diz respeito ao fato de haver outros tipos de lifting. O temporal, como dito, é voltado para a região facial. Mas, se após o procedimento você constatar que os resultados são eficazes, é bem provável que você queira passar por outros tratamentos.

Então, dentre os tipos de lifting, podemos citar:

  • Minilifting: nesse caso, associa-se a cicatrizes menores que as clássicas. Dessa forma, tende a proporcionar o deslocamento de menores dimensões e, por consequência, as cicatrizes também são menores;
  • Lifting temporal: como dito, é ideal para levantar a região temporal, a qual resulta no melhor posicionamento do supercílio, o que torna o olhar mais jovem e descansado;
  • Lifting frontal: é quando se trata as rugas da região da testa e também a musculatura que gerou as rugas. Semelhante a aplicação de toxina botulínica, só que mais duradoura;
  • Lifting cervicofacial: esse tipo tem o intuito de tratar a face e o pescoço. Sendo assim, devolve os tecidos para a sua posição original, o que trata a flacidez em excesso da pele;
  • Lifting endoscópico: é uma cirurgia que deve ser feita com ajuda de um sistema óptico. Nesse caso, permite incisões menores e, por isso, é possível preservar estruturas ;
  • Plástica eutrófica: na verdade, essa é uma modalidade nova de lifting facial, onde a incisão é ainda menor, mas restrita ao redor da orelha, em um raio de quatro centímetros. Não causa o deslocamento da pele, mas mantém os vasos e nervos intactos, além de impedir um resultado superficial.

Esses são os principais tipos de lifting e, se após o lift corporal, você sentir que ele é capaz de tratar com eficácia problemas como a flacidez em excesso e remodelar o rosto, de forma a deixar mais jovial, não deixe de procurar os demais tipos.

Quem pode fazer o lift temporal?

Trata-se de um procedimento estético e, por isso, as pessoas que devem passar por esse tratamento são aquelas que se incomodam com tais características no rosto. No entanto, o profissional deve avaliar se o lift temporal é o mais indicado para o seu caso.

E isso acontece porque se indica esse tratamento apenas para pessoas que têm um nível de flacidez leve ou moderada. Então, no caso de a sua pele não ter um nível tão intenso de flacidez, outros procedimentos podem ser mais adequados.

Fora isso, é uma ótima alternativa para aqueles que não querem passar por um procedimento que seja invasivo, como é o caso das cirurgias plásticas. Sendo assim, pacientes com envelhecimento facial ou flacidez excessiva no rosto podem se beneficiar bastante do tratamento.

Então o lifting temporal benefícios vão aparecer com o passar do tempo.

Também é indicado para pessoas que possuem sulcos profundos no rosto, rugas, bigode chinês, excesso de flacidez na pele ou perda de tônus muscular na face inferior, com ausência de contorno na região mandibular.

Como funciona o lift temporal?

Como dito, o lift temporal é um procedimento não invasivo. Mas então como ele consegue proporcionar o resultado que promete? Isso acontece devido ao implante com fios que deve ser feito, o qual suspende a musculatura, além de reposicionar a pele.

O intuito do procedimento é reverter de forma parcial o processo de envelhecimento, e isso acontece à medida que atua sobre alguns músculos, sem modificar os traços ou expressões do paciente. Mas, de início, o profissional deve aplicar uma anestesia local.

Feito isso, deve-se introduzir o fio na região em que deseja que ocorra o efeito tensor. Através dessa técnica, é possível suspender a musculatura, o que cria um minilifting que procura reposicionar, de forma anatômica, os tecidos.

Em seguida, é necessário posicionar os fios no tecido subcutâneo, mais especificamente na parte mais gordurosa da face. O profissional consegue fazer tudo isso sem que seja necessário fazer cortes ou mesmo suturas. Dessa forma, evita deixar marcas e cicatrizes.

Em quanto tempo o resultado do lift temporal se torna visível?

Pode até parecer mentira, mas não é. A verdade é que os resultados são quase imediatos. Afinal de contas, ao final do procedimento, os fios já estão em seus devidos lugares, o que já torna o rosto com uma aparência diferente do que se tinha antes.

E isso se torna ainda mais visível quando o que o paciente busca é reduzir as rugas mais profundas. Então, logo que a pessoa sai do consultório, ele vai conseguir notar o seu rosto com um aspecto muito mais jovem.

No entanto, os resultados vão se aflorar com o tempo. Inclusive, o pico de ação costuma acontecer em cerca de 30 dias depois de fazer o procedimento. E, como é um tratamento progressivo, todos os efeitos tendem a melhorar com o tempo.

Dessa forma, garante com que o tratamento se torne útil a longo prazo. E, dentre os resultados que se pode observar do lift temporal, podemos citar:

  • Pele rejuvenescida;
  • Redução da flacidez;
  • Redução das rugas;
  • Levantamento das sobrancelhas;
  • Diminui o excesso de pele na pálpebra superior.

Quais cuidados devo tomar depois do procedimento?

Por mais que o resultado seja imediato, isso não quer dizer que você não precisa tomar alguns cuidados. Na verdade, a fim de manter tudo no lugar e evitar problemas ou complicações, é essencial adotar alguns cuidados, bem como:

  • Nos primeiros 2 dias, evite fazer exercícios;
  • Entre 4 a 7 dias, não faça esforço físico nem tome sol;
  • Aplique compressa gelada nas primeiras 24h;
  • Durma sempre com a cabeça mais elevada em relação ao corpo.

Além disso, vale salientar que, no local onde é feito o nó, é normal que a pele fique mais elevada. Mas calma, isso é temporário. Em até 15 dias, mais ou menos, o tecido vai se acomodar e ele fica com uma aparência mais natural.

Alguns pacientes ainda reclamam de dor de cabeça nos dias seguintes depois do procedimento. Essa é uma queixa comum, mas o ideal é que você tome apenas a medicação prescrita, e não faça a automedicação.

Existe alguma contraindicação?

Sim. O ideal é que pessoas com alguma enfermidade séria pré-existente não passem pelo tratamento. E isso inclui pessoas com diabetes, cardiopatia etc. Fora isso, pessoas em idade avançada ou com exames irregulares, devem evitar.

E, diferente de outros tratamentos estéticos, o lift temporal não é indicado para pessoas muito jovens que apenas tem o intuito de ter um efeito preventivo. Por fim, o profissional ainda deve avaliar se o paciente detém características de dimorfismo.

Ou seja, é uma síndrome que faz com que o indivíduo tenha uma distorção da própria imagem. Trata-se de um transtorno psicológico, onde a pessoa tem uma preocupação obsessiva com algum defeito que, na verdade, não existe.

Pode haver alguma complicação?

No geral, o lift temporal é bem seguro. Mas o que pode acontecer depois do procedimento são alguns hematomas e inchaços, os quais não comprometem em nada os resultados que o tratamento é capaz de oferecer. São apenas algumas reações normais do corpo, até se acostumar.

O que você precisa se atentar é em relação ao tempo que esses hematomas levam para curar, uma vez que eles não devem perdurar por muito tempo. Mas, dentre as complicações mais raras, podemos citar a possibilidade de romper as suturas.

Fora isso, dormência ou algum tipo de alteração na sensibilidade, necrose da pele ou do tecido adiposo também podem vir a ocorrer. Má cicatrização, acúmulo de líquido ou riscos anestésicos também podem vir a acontecer.

Em virtude desses riscos, a melhor coisa que você pode fazer, a fim de evitar tais complicações, é procurar um local seguro para passar por esse procedimento. 

Lift temporal pode ser feito em Goiânia? 

Sim, o lift temporal pode ser feito em Goiânia. A Clínica Péli faz o procedimento junto ao Dr Bones Junior, dermatologista que atua a mais de 10 anos na área.

Compartilhar este post:

Você vai gostar também
Dr. Bones Jr.

Mais de 10 anos atuando como dermatologista. Atual membro da SBD-GO e SBCD. Criador do movimento Revele sua Beleza, que busca estimular as mulheres valorizarem todas as características positivas que as tornam únicas.

Posts Recentes