CRM: 11543 – GO | RQE Nº: 7173

O formato do rosto pode interferir no envelhecimento?

Muito se fala em perda de colágeno e flacidez quando o assunto é envelhecimento da pele, principalmente do rosto. A insuficiência ou diminuição do colágeno deixa a pele com uma aparência “cansada” e aumenta a possibilidade do aparecimento de rugas, marcas de expressão e linhas como o “bigode chines”. Mas outro ponto deve ser levado em conta quando o paciente deseja fazer algum procedimento na face: com o tempo, a gordura e a musculatura do rosto também se perdem, fazendo com que o envelhecimento se torne visível mais rapidamente.

 

Além disso, a perda óssea, que chega também ao longo dos anos, pode ser responsável pela diminuição do lifting facial. As áreas próximas aos olhos, acima da sobrancelha e nos zigomas tendem a ser as primeiras a apresentar flacidez e deixam o semblante mais “caído”.

 

Portanto, nem só a deficiência de colágeno vai ditar o envelhecimento do seu rosto, como a estrutura óssea pode fazer toda a diferença nesse processo. Inclusive, o ácido hialurônico também serve como auxiliar de sustentação quando essa reabsorção óssea diminui. Mas como saber se minha estrutura óssea está me favorecendo? Costumamos classificar os rostos em quatro tipos principais, veja quais são e como o envelhecimento atua em cada um deles:

 

  1. Rosto Angulado

Este tipo de rosto apresenta destaque na mandíbula e no osso zigomático (além de sustentar o tecido da face e formar as “maçãs do rosto”. Além disso, o osso zigomático também serve como ponto de inserção do músculo masseter, que é um dos quatro músculos da mastigação). No rosto angulado, o envelhecimento costuma ser mais lento porque toda essa estrutura funciona como uma “âncora” para a pele.

 

  1. Rosto Coração

No formato de coração, o rosto tem o zigoma mais largo e pouca mandíbula, o que também favorece o retardo do envelhecimento, apesar da estrutura óssea não ser tão boa quanto a do rosto angulado. Neste caso, os sulcos demoram a se formar, mas o efeito “buldogue” pode aparecer precocemente.

 

  1. Rosto Oval

O rosto oval não tem boa estrutura óssea e a mandíbula não tem tanta projeção, o que causa o envelhecimento precoce. Uma curiosidade: do Renascimento até o século XX, o rosto oval era visto como o “rosto feminino ideal”.

 

  1. Rosto redondo

Este tipo de rosto não tem estrutura óssea importante ou proeminente no zigoma e na mandíbula, ficando achatado e envelhecendo mais rápido. Costuma ser confundido e parecido com o rosto oval, porém, a testa e o queixo são mais curtos.

 

Diante de tantas diferenças, é muito importante pensar não só no processo de envelhecimento da pele – que vai acontecer com todo mundo – mas também na compreensão do formato do rosto para que seja feita uma estruturação óssea caso necessário.

Converse com seu médico para entender a melhor forma de atuar com os procedimentos de rejuvenescimento facial. Cada caso é único e deve ser tratado assim para que os resultados sejam satisfatórios.

 

Compartilhar este post:

Você vai gostar também
Dr. Bones Jr.

Mais de 10 anos atuando como dermatologista. Atual membro da SBD-GO e SBCD. Criador do movimento Revele sua Beleza, que busca estimular as mulheres valorizarem todas as características positivas que as tornam únicas.

Posts Recentes